Jornal de Notícias – O impacto do uso de máscara na sua saúde ocular

No decorrer da pandemia de Covid-19 a utilização de máscara passou a fazer parte do quotidiano da população em geral, uma vez que esta é essencial para evitar a transmissão do vírus. Contudo, uso deste equipamento de proteção individual tem estado na origem de alguns problemas, nomeadamente ao nível da saúde ocular.

 

O impacto do uso de máscara na sua saúde ocular

A irritação ocular associada ao uso da máscara é frequente e mais exuberante em pessoas com antecedentes de inflamação ocular e/ou de olho seco. Os sintomas ou sinais mais comuns são a presença de olho vermelho persistente, comichão, ardência, sensação de picada ou de corpo estranho e eventualmente lacrimejo.

Também o uso e abuso dos aparelhos digitais nos dias de hoje, tendência que veio a aumentar com o confinamento e restrições, mesmo transversais ou não à utilização da máscara culminam em cansaço ocular e desconforto acentuado.

Sendo o Olho Seco uma patologia multifatorial, estão envolvidas múltiplas causas, destacando-se pela sua frequência a exposição prolongada a um ambiente quente e seco, o uso frequente de aparelhos digitais, a idade e alterações hormonais.

Assim, sempre que possível, deve adotar-se um posicionamento adequado, manutenção do monitor ao nível ou abaixo dos olhos e frequentemente pestanejar para evitar a secura ocular. Comum ao tratamento de todas as situações, a administração de lágrimas artificiais revela-se crucial.

No que diz respeito à saúde ocular durante a utilização da máscara, o aumento do fluxo de ar através da mesma em direção aos olhos durante a respiração tem-se revelado também um fator etiológico complementar muito importante. Este aumento do fluxo de ar acelera a evaporação contínua do filme lacrimal ao longo de horas ou mesmo dias, traduzindo-se, inevitavelmente, num aumento excessivo da irritação e inflamação da superfície ocular.

Por outro lado, os utilizadores de óculos queixam-se pelo embaciamento das lentes e este revela-se constantemente um problema acrescido ao uso da máscara. Existem hoje lentes com caraterísticas próprias e processos de limpeza simples e eficazes capazes de diminuir a dificuldade no uso de óculos nestas condições. É importante salientar que não deve esfregar os olhos para proteção da córnea, evitando assim o risco de infeção. Mais importante ainda é o reforço dos cuidados básicos de higienização, como lavar frequentemente as mãos.

As máscaras mais indicadas deverão ser aquelas que associem as caraterísticas de uma proteção certificada a uma melhor ergonomia, relativamente à fisionomia facial e, de preferência, que possuam uma prega metálica e moldável, para mais bem se adaptar ao dorso do nariz.

É reconhecida e provada que a transmissão do Covid-19 se realiza fundamentalmente através das mucosas da boca, das fossas nasais e da conjuntiva ou mucosa dos nossos olhos. Numa altura em que o risco de infeção impera, torna-se assim funda- mental, por um lado, não descurar o uso da máscara e, por outro, combater e evitar o risco de irritação ocular, uma vez que nos leva ao ato continuado e desaconselhado de tocar na face, o que pode levar à inevitável propagação deste vírus.

O Trofa Saúde dispõe de uma equipa de profissionais altamente especializados. Para melhor acompanhamento e tratamento, marque a sua consulta e tire as suas dúvidas com os nossos especialistas.

impacto do uso de máscara, irritação ocular, lentes de contato, lentes de contato para presbiopia, lentes progressivas, miopia lentes divergentes, miopia óculos, oculos, óculos para crianças, Olho Seco, saúde ocular, transmissão do vírus, uso da máscara

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Marcar Consulta

Necessita de algum esclarecimento ou de agendar uma consulta de oftalmologia?

Utilize um dos contactos disponibilizados.