329-logo-blog-sticky
  • ATIVIDADE ACADÉMICA
    VER PÁGINA

Como é realizada a recuperação da cirurgia LASIK?

Nos últimos 20 anos, temos assistido a um aumento da popularidade da cirurgia LASIK (Laser-Assisted in Situ Keratomileusis), uma técnica utilizada para corrigir problemas como a miopia, hipermetropia e astigmatismo. Saiba mais neste artigo.

Nos últimos 20 anos, temos assistido a um aumento da popularidade da cirurgia LASIK (Laser-Assisted in Situ Keratomileusis), uma técnica utilizada para corrigir problemas como a miopia, hipermetropia e astigmatismo.

Aprovada no ano de 1998 pela Food and Drug Admnistration (FDA), a cirurgia pioneira tem também o aval de entidades como a NASA ou a Força Aérea Norte-Americana, duas organizações que começaram a usar este tipo de cirurgia laser para tratar o efeito refrativo em astronautas e pilotos de avião.

Capaz de reduzir o número de dioptrias e corrigir por completo problemas visuais, a cirurgia LASIK destaca-se pelo facto de ser indolor, pela rapidez com que é executada e pela fácil recuperação. A intervenção demora cerca de 15-20 minutos em cada olho e o doente regressa a casa pouco depois da operação.

Que problemas podem ser tratados com a cirurgia LASIK?

Usada para corrigir erros refrativos, a cirurgia LASIK é eficaz em casos de miopia, hipermetropia, astigmatismo, miopia com astigmatismo, hipermetropia com astigmatismo e presbiopia.

A cirurgia pode ser feita com recurso a dois tipos de laser:

#1 – Femtolaser, que executa o princípio de fotodisrupção ótica e cria um flap (retalho) corneano;

#2 – Excimer laser, que executa o princípio de fotoablação ótica para corrigir defeitos e melhorar a visão.

Dependendo do caso de cada doente e do problema de que este padece, é possível reduzir o número de dioptrias ou corrigir o problema permanentemente.

Em qualquer situação, é importante que o problema esteja estabilizado. Cada doente deverá ser previamente avaliado por um oftalmologista para perceber exatamente quais devem ser os passos seguintes.

Recuperação da cirurgia LASIK

Em situações normais, a recuperação é rápida e indolor. Após alguns minutos de vigilância pós-operatória, o doente tem alta hospitalar.

Nas primeiras horas, é normal que o doente sinta algumas picadas nos olhos e intolerância à luz. Visão turva, olhos secos e dificuldade em ver à noite são sintomas que normalmente desaparecem ao fim de alguns dias.

Como em qualquer intervenção cirúrgica, também na cirurgia LASIK há riscos que devem ser considerados.

Ainda assim, a taxa de complicações é baixa. Infeções e inflamações pós-cirurgia são raras. Nos casos mais graves, podem surgir descentramentos do flap corneano. Quando isto acontece, significa que houve provavelmente uma má avaliação prévia do doente.

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *