329-logo-blog-sticky
  • ATIVIDADE ACADÉMICA
    VER PÁGINA

Society Loving The Planet – “Com a poluição há um agravamento das doenças da visão”

Prof. Doutor Salgado Borges
Comments are off for this post.
Home Clinsborges
 

Na passada terça-feira, dia 16 de fevereiro, a Society Loving The Planet UMinho dinamizou uma palestra acerca da influência da poluição na saúde da visão.

 

José Salgado Borges: “Com a poluição há um agravamento das doenças da visão”

A Society Loving The Planet, em direto da página de Facebook, contou com a presença de José Salgado Borges, diretor clínico da Clinsborges. A conversa insere-se na proposta “Desperta os teus sentidos” promovida pela organização juvenil, que decorre desde dia 15 e terminará no dia 19, e destacou a influência da poluição na saúde da visão.

José Borges considera que o sentido da visão possui um avultado significado social, como meio de comunicação, dado que é fundamental para a relação entre as pessoas e para a atividade profissional, sendo “imperativo” prevenir e tratar as doenças visuais, que causam uma diminuição da qualidade de vida.

Segundo o especialista, “a poluição tem repercussões na saúde ocular”. Cita um estudo recente, publicado pela University College of London, que envolveu cerca de 16 mil participantes, e verificou o predomínio da degeneração macular relacionada com a idade (DMRI) junto das zonas com maior grau de poluição atmosférica. “Aumenta em oito por cento”, refere.

Sublinha ainda que a inalação de partículas ricas em poluentes baixa a atividade imunitária e seca a mucosa, o que conduz à irritação ocular. José Borges enuncia também uma das suas preocupações em relação à poluição visual: “estamos assoberbados de estímulos visuais de anúncios que nos levam ao hiperconsumo”.

Tendo por base a situação pandémica, o especialista aborda a temática do uso das máscaras. Afirma a existência de um fluxo de ar quando a máscara “não está bem colocada no dorso do nariz”. “O ar sobe e evapora as lágrimas e acaba por contribuir para irritar e secar os olhos”, explica. Ainda assim, “as máscaras são essenciais”. A irritação pode ser combatida com a utilização de lágrimas artificiais.

José Borges finaliza referindo a avaliação que foi desenvolvida pelo departamento de saúde visual de Essilor, em que no confinamento se verificou um agravamento da visão. Tal devido a um esforço mais marcado, consequência da maior exposição ao ar condicionado e aquecimentos, mas também de “muito mais tempo à frente de ecrãs”, quer em aulas online quer em teletrabalho.

Fonte original: http://www.comumonline.com/

Share this article

Comentário desativados.