329-logo-blog-sticky
  • ATIVIDADE ACADÉMICA
    VER PÁGINA

Descubra tudo o que precisa saber sobre a Conjuntivite

A Conjuntivite é sem dúvida uma das mais frequentes doenças oculares. Porém, muitas pessoas desconhecem não apenas o que é, mas também quais são as causas e consequências que advêm deste problema de saúde. Vamos então tentar explicar neste artigo de forma concisa o que é a Conjuntivite.

Home Clinsborges
 

A Conjuntivite é sem dúvida uma das mais frequentes doenças oculares. Porém, muitas pessoas desconhecem não apenas o que é, mas também quais são as causas e consequências que advêm deste problema de saúde.

Vamos então tentar explicar neste artigo de forma concisa o que é a Conjuntivite.

Pode dizer-se que corresponde à inflamação da conjuntiva, uma membrana róseo-avermelhada que tende à transparência e que reveste a porção interna das pálpebras e a porção anterior branca do olho, a esclera.

Existem vários tipos de conjuntivite, por vírus, por bactéria, alérgica, traumática, tóxica, química, entre outras. De acordo com seu agente causador podem ser transmissíveis ou não e determinar ou não sequelas na superfície do olho.

O tipo mais comum de conjuntivite é a infecciosa bacteriana.

Contudo, o tipo de conjuntivite que se transmite durante crises epidémicas é a denominada conjuntivite vírica, cujo contágio se processa de forma rápida diante de ambientes que propiciam contato direto com as secreções (mãos, toalhas e outros objetos), nomeadamente em ambientes populosos como escolas e meios de transporte, casas, centros comerciais, eventos culturais ou desportivos.

Alguns agentes de conjuntivite são transmitidos sexualmente.

É importante notar que algumas formas de conjuntivite podem apresentar sequelas ou a necessidade de um tratamento mais complexo, por isso, é importante procurar atendimento oftalmológico ao primeiro sinal do problema.

 

Como se percebe que tem Conjuntivite?

Os sinais mais frequentes da conjuntivite são: olho vermelho, secreção, lacrimejo e inchaço ou edema das pálpebras.

Os principais sintomas da conjuntivite são: comichão, sensação de areia, ardência, sensibilidade à luz (fotofobia), podendo ocorrer visão enevoada.

 

O que fazer quando se contrai uma Conjuntivite?

O principal é realizar-se a higiene adequada não apenas das pálpebras acometidas pela secreção, mas também das mãos e evitar tocar em objetos com as mãos sujas e ter contato direto (contato das secreções) com outras pessoas.

Em seguida deve procurar um médico oftalmologista para realizar o exame e determinar qual a provável causa da conjuntivite. A automedicação poderá agravar a doença e causar sequelas.

Avisos importantes sobre Conjuntivite

Em situações como nas conjuntivites víricas é de fundamental importância que o indivíduo seja afastado de ambientes públicos e populosos como creches, escolas, ambientes de trabalho, entre outros, para evitar a transmissão da doença.

Naquelas situações em que o indivíduo apresenta quadro alérgico é fundamental que seja identificado o causador e que o indivíduo evite contatos com o alergénio.

Nas conjuntivites causadas por queimaduras químicas o indivíduo deve fazer imediatamente, e de forma abundante, a lavagem do olho com água corrente e deve ser encaminhado o mais rapidamente possível para uma avaliação oftalmológica.

 

 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *