329-logo-blog-sticky
  • ATIVIDADE ACADÉMICA
    VER PÁGINA

Revista Oftalpro – Óculos e lentes de contacto em tempos de pandemia

Home Clinsborges
 

No decorrer dos tempos que vivemos é cada vez mais fundamental ter cuidados redrobados com a higienização e contacto com a nossa face em ambiente exterior. Para que possa entender a razão, partilho consigo o meu artigo de opinião na Revista Oftalpro sobre óculos e lentes de contacto em tempos de pandemia.

 

Óculos e lentes de contacto em tempos de pandemia

Embora não seja um método comum de infeção, acredita-se que o coronavírus pode ser contraído através dos olhos. Isto pode acontecer de duas maneiras: gotas líquidas presentes no ar podem transferir o vírus para os olhos (estas partículas respiratórias são expelidas forçosamente quando uma pessoa infetada tosse ou espirra) e pode também ser transferido para os olhos através do contacto físico, geralmente através das nossas mãos (tocar com as mãos num objeto contaminado pelo vírus, que é de seguida transferido para o rosto é uma ação fácil de acontecer no nosso dia-a-dia). Naturalmente, quem usa óculos ou lentes de contacto corre um maior risco de contrair desta forma o vírus, uma vez que a tendência para ajustar os óculos ou até mesmo esfregar os olhos é maior.

Que cuidados devemos então ter para evitar este contágio?

José Salgado-Borges assume que “para minimizar o perigo de infeção por Covid-19 deve evitar ao máximo tocar diretamente com os dedos no rosto. Se sentir necessidade para tal, por precaução utilize sempre um lenço de papel ou tecido limpo. Os usuários de lentes de contacto devem também utilizar o menos possível as lentes e aumentar os seus cuidados com a desinfecção das mãos principalmente quando necessitam de as aplicar e remover. Assim sendo, ter o cuidado de lavar as mãos regularmente é fundamental antes de qualquer ação facial. Os usuários de óculos devem ter o cuidado de os lavar com água e sabão várias vezes ao dia e os limpar com a microfibra para não danificar a armação ou mesmo a lente. Devem ainda ter a preocupação de desinfetar todas as superfícies onde decidem colocar o estojo das lentes ou os óculos”. Resumindo, “para além dos cuidados a ter com o distanciamento, a proteção e a higienização adequada , estas terão que ser redobradas.

Sabendo que a conjuntivite pode ser a primeira manifestação ocular do novo coronavírus, é vital eliminar comportamentos de risco. Se antes parecia uma prática inofensiva, hoje tocar constantemente no rosto é uma verdadeira ameaça. É fundamental parar de tocar nos olhos, na boca e no nariz, se as mãos não estiverem desinfetadas. Este procedimento diminuirá o risco de contaminação. As lentes de contacto devem, sempre que possível, ser substituídas por óculos e, o seu uso, manuseamento e desinfeção, rigorosamente cumpridos”, conclui o médico oftalmologista.

Saiba mais na próxima edição da OftalPro.

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *