329-logo-blog-sticky
  • ATIVIDADE ACADÉMICA
    VER PÁGINA

Quais são os principais sintomas da uveíte? Descubra agora!

A uveíte resulta de uma inflamação intraocular que afeta a úvea, a zona do olho composta pela íris, pelo corpo ciliar e pela coroide. Com diferentes níveis de gravidade, o problema é tratável, mas requer uma avaliação prévia que seja capaz de identificar a verdadeira origem da inflamação. Nos casos mais graves, a uveíte pode conduzir à cegueira.

A uveíte resulta de uma inflamação intraocular que afeta a úvea, a zona do olho composta pela íris, pelo corpo ciliar e pela coroide. Com diferentes níveis de gravidade, o problema é tratável, mas requer uma avaliação prévia que seja capaz de identificar a verdadeira origem da inflamação. Nos casos mais graves, a uveíte pode conduzir à cegueira.

Por comprometer o funcionamento da coroide e do corpo ciliar, a uveíte afeta o fluxo de sangue às camadas mais profundas da retina.

Dependendo da região da úvea que foi afetada, a uveíte pode ser classificada como anterior, posterior ou intermédia. A progressão e evolução da doença ditam se é classificada como aguda ou crónica. Se o problema afetar ambos os olhos, então estamos a falar de uveíte bilateral.

Tipos de uveíte de acordo com região afetada

Uveíte Anterior: inflamação na íris e na porção anterior do corpo ciliar (irite ou iridociclite)

Uveíte Posterior: inflamação da coroide e por contiguidade afeta a retina (coriorretinite)

Uveíte Intermédia: inflamação na porção posterior do corpo ciliar, pars plana e na cavidade vítrea (vitrite)

Tipos de uveíte de acordo com a progressão da doença

Uveíte Aguda: uveíte com início rápido e súbito

Uveíte Crónica: caracteriza-se por inflamações constantes e várias recaídas

Tipos de uveíte de acordo com olho afetado

Uveíte Unilateral: quando afeta apenas um olho

Uveíte Bilateral: quando ambos os olhos são afetados

Quais são as causas da uveíte?

Existe uma grande quantidade de causas sistémicas que podem despoletar a doença. Entre elas, distinguimos as causas não infeciosas ou autoimunes (com causa desconhecida) e as causas infeciosas (quando a uveíte é provocada por um vírus, bactéria ou fungo).

De um modo geral podem ser citadas as seguintes causas sistémicas das uveítes: doenças reumáticas, toxoplasmose, tuberculose, sífilis, herpes vírus, sarcoidose, entre outras.

Sintomas da uveíte

Os sintomas da uveíte são muito semelhantes aos de outros problemas oculares. Por esse motivo, o diagnóstico correto é extremamente importante.

Regra geral, os sintomas são transversais aos diferentes tipos de uveíte, todavia uns são mais intensos nuns casos do que noutros.

Sintomas são mais evidentes nos casos de uveítes anteriores e intermediárias e incluem:

Vermelhidão nos olhos;

Dor ocular;

Dores de cabeça;

Sensibilidade à luz (fotofobia);

Miose (diminuição do diâmetro da pupila);

Visão turva;

 

Nas uveítes posteriores, além da turvação da visão é comum ver “moscas volantes” (manchas escuras).

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *