329-logo-blog-sticky
  • ATIVIDADE ACADÉMICA
    VER PÁGINA

Fadiga visual digital é um dos riscos laborais mais frequentes do século XXI

A fadiga visual digital está cada vez mais presente na população actual pois as novas exigências visuais a que o presente estilo de vida nos obriga aumenta a susceptibilidade em sofrer de olhos vermelhos, cansaço e secura ocular.

Home Clinsborges

A fadiga visual digital é um problema que afeta sete em cada 10 portugueses, devido à crescente utilização de dispositivos digitais, constituindo um dos riscos laborais mais frequentes do século XXI. Esta síndrome começou a ser diagnosticada quando os computadores pessoais se tornaram mais comuns.

As causas diretas da fadiga visual digital são o uso excessivo de dispositivos digitais (computadores, smartphones, tablets, televisões), o que provoca sintomas como a secura ocular, vista cansada, dor de cabeça, dificuldade em focar, lacrimejar excessivo e vermelhidão.

Além dos profissionais que trabalham maioritariamente com computadores, os jovens, millennials e jogadores de videojogos são também os mais afetados por este problema.

Na verdade, bastam apenas 2 horas em frente a ecrãs é suficiente para que os utilizadores fiquem em risco de sofrer estas dificuldades devido a um período de tempo prolongado de trabalho a uma distância de leitura tão próxima.

Atualmente mais de 50% dos jovens entre os 18 e os 34 anos passam 9 horas ou mais por dia com dispositivos digitais.

Manter o foco nos dispositivos digitais cria stress no sistema acomodativo do olho, o que pode levar ao cansaço nos olhos e outros sintomas de fadiga visual digital.

O desconforto relacionado com o uso de dispositivos digitais está muitas vezes relacionado com a secura ocular e estes utilizadores têm uma taxa de pestanejo reduzida enquanto olham para os monitores, o que resulta em alterações na película lacrimal normal.

Este é um problema cada vez maior nos dias que correm e, por isso mesmo, acho conveniente recordar 4 factos que comprovam que a fadiga visual digital é um problema que merece a atenção geral.

4 aspectos a ter em consideração sobre a Fadiga Visual Digital

1 – A fadiga visual digital está cada vez mais presente na população actual pois as novas exigências visuais a que o presente estilo de vida nos obriga aumenta a susceptibilidade em sofrer de olhos vermelhos, cansaço e secura ocular. Quem apresenta esta sintomatologia deverá consultar um profissional de saúde ocular que irá ajudar solucionar estes problemas com as mais recentes tecnologias disponíveis no mercado.

2 – Este é um problema com uma incidência muito significativa na população portuguesa, cerca de 70%, e a crescente necessidade de trabalho com dispositivos digitais exige muito do nosso sistema visual, para isso surgem novas tecnologias que possibilitam aos profissionais de saúde ocular providenciar aos pacientes soluções aos sintomas de cansaço, olhos vermelhos e secos.

3 – A fadiga visual digital afecta uma elevada percentagem da população portuguesa com os sintomas mais comuns a serem cansaço, secura e olhos vermelhos que estão na maioria das vezes relacionados com a exigência cada vez maior que fazemos aos nossos olhos. As pessoas devem procurar os profissionais credenciados para que estes lhes ofereçam as melhores opções para cada caso.

4 – A fadiga visual digital tem uma incidência muito elevada na população portuguesa e devemos estar atentos aos principais sintomas de cansaço, olhos vermelhos e secos para que as exigências cada vez maiores da vida actual não se tornem um impedimento para o desempenho visual. Assim devemos consultar os profissionais de saúde ocular habilitados para nos oferecer a solução ideal para cada caso.

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *