329-logo-blog-sticky
  • ATIVIDADE ACADÉMICA
    VER PÁGINA

Doenças Oculares / 53 posts encontrados

Prótese ocular: quando se usam e que tipos existem?

Os olhos são uma parte importante da estética facial. Nas situações em que estes têm de ser retirados, existem implicações não só na saúde do doente, mas também na sua autoestima. Neste sentido, a prótese ocular é considerada como um instrumento de reabilitação e não como um mero adorno estético.

Sente dor nos olhos? Descubra quais podem ser as causas!

Tal como o cansaço ou a dor de cabeça, também as dores nos olhos são um sintoma que se pode manifestar em várias situações. Nos casos mais simples, pode tratar-se simplesmente de um alerta, mas em situações mais complicadas, a dor nos olhos pode ser um sinal de que é hora de consultar um oftalmologista.

O que é pterígio e como evitar esta doença ocular?

Muitas vezes descrito como um “pedaço de carne” que cresceu no olho, o pterígio resulta da degeneração da conjuntiva que, ao crescer em direção à pupila, acaba por ocupar parte significativa da córnea. Por não ser infecioso nem transmissível, o pterígio não é um problema grave. Todavia, a lesão tem tendência a aumentar à medida que os anos vão passando.

O que é o retinoblastoma? Descubra agora neste artigo!

Com origem numa mutação congénita, o retinoblastoma é um tumor maligno que afeta a retina. O problema surge devido ao desenvolvimento rápido dos retinoblastos, as células responsáveis pelos fotorreceptores e cuja função é captar a luz que é depois transportada para o cérebro humano.

O que é a vitrectomia? Saiba mais sobre esta cirurgia

A vitrectomia é um tipo de procedimento cirúrgico que consiste na remoção do vítreo e respetiva substituição por um gás ou líquido. A operação é executada apenas em casos mais graves. Atualmente, pode ser usada no tratamento de várias doenças, como o descolamento da retina, hemorragia vítrea, tromboses venosas, glaucoma, “pucker” macular ou retinopatia diabética.

Estrabismo divergente: causas e perigos para o paciente

Também conhecido como exotropia, o estrabismo divergente é um tipo de estrabismo em que um olho mantém a fixação, enquanto o outro se desvia para fora na direção oposta ao nariz. Como consequência surgem frequentemente situações de diplopia ou visão dupla, em que o objeto focado parece duplicar-se numa espécie de ilusão de ótica.

Síndrome do olho vermelho: sintomas, causas e tratamentos

Já ouviu falar da síndrome do olho vermelho? De forma simples, podemos descrevê-la como uma vermelhidão ocular aguda provocada por substâncias irritantes ou corpos estranhos, vírus, bactérias ou aumento da pressão do olho, que se instalam e provocam sintomas de ardor, prurido, irritação intensa, lacrimejo e algumas vezes mesmo dor, sensibilidade à luz e visão turva.

Entenda agora os sintomas da conjuntivite alérgica

A conjuntivite alérgica é um problema que surge na sequência da exposição direta ao alérgeno, ou seja, à substância causadora da alergia. Trata-se de uma reação de hipersensibilidade de tipo 1 com tendência a aparecer nas mudanças de estação, embora estas não sejam as únicas alturas do ano em que a reação pode ocorrer. Saiba mais neste artigo.

Presbiopia: quais as causas e sintomas do problema?

Embora seja muitas vezes descrita como “vista cansada”, a presbiopia não é mais é do que a condição natural do comprometimento da visão na sequência do envelhecimento natural do ser humano. Os primeiros sintomas manifestam-se normalmente por volta dos 40 a 45 anos, altura em que é aconselhável uma consulta ao oftalmologista.

Quais são as causas do estrabismo? Aprenda agora!

Por definição, o estrabismo é uma disfunção que resulta na perda de paralelismo entre os olhos. Dependendo dos casos, o desvio pode ser leve ou acentuado. Além de ser um problema na visão, o estrabismo tem implicações psicológicas, uma vez que afeta a aparência do doente. Descubra neste post as causas do estrabismo.